Introdução

View this page in English with Google Translate 

 A Lenda da Sopa da Pedra conta a história de um frade que alega que uma pedra faz uma bela sopa, como forma de obter os ingredientes necessários para a fazer. A surpreendente afirmação desperta a curiosidade das pessoas, que assim se dispõem a experimentar o que o frade lhes propõe.

Uma lenda semelhante parece ser o que se passa com as ditas bolas de lavagem da roupa, mais conhecidas por “EcoBolas”. Com afirmações extraordinárias sobre os seus poderes de lavagem e benefícios para o ambiente, há mais de dez anos que, de tempos a tempos, enquanto a memória esquece, voltam à baila e arrastam novas multidões por todo o mundo. 

“Tenho aqui uma bola com umas pedrinhas dentro, que faz uma bela lavagem!”

“Se tiver aí uma máquina de lavar que eu possa usar…”

“E já agora, se puder por a máquina a funcionar com menos carga do que o habitual, ainda melhor!

“Não é necessário, mas se puder dispensar um bocadinho de detergente para juntar à lavagem, a roupa vai ficar óptima!

“Com um pré-tratamento às nódoas, então é que ficava mesmo perfeito!”

“Vamos adicionar um cheirinho de amaciador e até os anjos vão querer usar esta roupa!”

 

Com direito a “tempo de antena” na televisão pública, nomeadamente numa emissão em Janeiro de 2010 do segmento Minuto Verde, e mais recentemente em Outubro de 2010, num episódio do programa Desafio Verde (ver minuto 18), novas ondas de corrida às bolas têm sido desencadeadas.

Com o sentido crítico posto de lado pelo entusiasmo pela defesa do ambiente, repetem-se nestes programas as afirmações da publicidade das bolas.

Algum crédito seja dado à QUERCUS que, após ter recebido muitos contactos de cidadãos preocupados com o que viram no Minuto Verde, pelo menos fez um esclarecimento (no entanto sem direito a tempo de antena) aconselhando as pessoas a informarem-se melhor antes de comprarem as bolas. Nomeadamente, consultando os testes feitos por associações de consumidores.

O mesmo não se pode dizer sobre os responsáveis pelo programa Desafio Verde. Apesar de a QUERCUS até ser parceira do Desafio Verde, não tinham conhecimento, não se informaram, ou não quiseram saber (esperemos que não), dos resultados dos testes às EcoBolas, antes de as promoverem na televisão pública. 

Após a emissão do programa diversas pessoas alertaram para a situação na página do programa no Facebook. Nunca responderam aos alertas e mesmo já depois destes ainda ofereceram EcoBolas aos seus espectadores participantes desta página. Também não se retrataram e mantêm a publicidade na página do programa no site da RTP

Aparentemente as únicas acções que tomaram foram a criação de termos e condições de utilização da página no facebook (segundo os quais podem justificar porque apagaram comentários insistentes sobre  a situação das EcoBolas) e a  remoção da referida página no site da RTP de um link com a designação “mais informações” que acompanhava a publicidade e que afinal levava a um site comercial. Site este dedicado exclusivamente à venda das EcoBolas, de carácter duvidoso, nomeadamente por não cumprir a legislação das vendas à distância no que concerne à obrigatoriedade de identificação completa da empresa vendedora.

 

 Porquê a criação deste site?

  • Esclarecer os consumidores sobre a realidade das bolas de lavagem.
  • Contribuir para evitar o aparecimento e o sucesso de mais produtos que não cumprem o que anunciam, particularmente os que exploram a vontade das pessoas em proteger o ambiente. 
  • Contribuir para o ambiente porque, depois de tudo isto analisado, uma coisa é certa: podemos reduzir significativamente a quantidade de detergente que utilizamos para lavar a roupa. É fácil e não custa nada.

 

Dezembro de 2010

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.